Novo

Soldados alemães da Batalha da Normandia


O prolífico Éditions Ouest-France lançou a terceira obra de uma série que provavelmente irá deliciar os fãs de militaria. Se os dois primeiros foram bastante gerais porque foram dedicados aos soldados das duas guerras mundiais, este é muito mais direcionado, pois é dedicado aos uniformes, armas e equipamentos das tropas alemãs tendo lutou na Normandia entre junho e agosto de 1944.

Uma revisão na altura humana

O formato deste livreto de 32 páginas abundantemente ilustrado é uma reminiscência da abundância de coleção Homens de armas das edições britânicas do Osprey. Se as ilustrações têm a vantagem de ser fotográficas (e a maioria delas da extensa coleção particular do autor), e misturam fotos recentes e imagens de época, o texto não é tão detalhado: entusiastas militares mais experientes ou exigentes podem preferir contar com publicações em inglês (apenas uma fração de Homens de armas tendo sido traduzido para o francês). Outros lerão com prazer este livreto, que não deixa de ser instrutivo, pois o autor domina visivelmente o assunto e consultou várias fontes.

O trabalho está organizado cronologicamente, começando com a descrição das tropas de ocupação alemãs na França a partir de 1940, depois as da Normandia em 1944 e seu equipamento individual; e temáticas, cada página dupla sendo dedicada a um determinado assunto. Cada corpo de tropa em questão tem, portanto, direito à sua seção, desde soldados de infantaria e artilheiros presentes nas defesas costeiras até os paraquedistas engajados em Carentan, incluindo marinheiros, aviadores, soldados das unidades blindadas ou jovens voluntários das Waffen SS lançados contra as cabeças. Ponte aliada.

Ao lado desses grandes “clássicos”, outras unidades mais “exóticas” são discutidas, em particular o corpo de sinalização ou as divisões em marcha da Luftwaffe, formadas por pessoal não essencial da força aérea alemã. O armamento dos soldados é revisado e seu equipamento individual é amplamente discutido. O conjunto dá a agradável impressão de abordar o cotidiano desses combatentes "à altura dos humanos", tanto mais facilmente quanto algumas fotos de época saem de arquivos de veteranos.

Portanto, leremos com prazer este livro, modesto mas muito humano e abundantemente documentado. Podemos apostar que a coleção vai se expandir em 2014, seja por ocasião do septuagésimo aniversário da Libertação, seja no centenário da Grande Guerra.

Tanguy Le Sant, soldados alemães da Batalha da Normandia, uniformes, armas, equipamentos, Rennes, Éditions Ouest-France, 2013.


Vídeo: A origem de todo o mal (Agosto 2021).