Interessante

Saladin - BD


A já célebre coleção “Fizeram História”, publicada pela Éditions Glénat, trata de uma das grandes figuras da história medieval e mais precisamente das Cruzadas: Saladin (cujo nome verdadeiro é Salah al-Din Yusuf ibn Ayyub). A oportunidade de popularizar com dignidade essa complexa história do Oriente Médio medieval, cujos fundamentos ainda pesam na geopolítica da região hoje.

A coleção "Eles fizeram história" vai da cruzada à jihad!

A coleção "Fizeram História" reúne uma série de biografias em quadrinhos de figuras consideradas emblemáticas da História, de Vercingétorix a Genghis Khan e de Napoleão a Jaurès ... A história das Cruzadas já havia sido discutida em Através da biografia de São Luís, é agora através da figura-chave de Saladino que permite abordar mais um período da presença “franca” no Médio Oriente, mas também apreender uma visão muçulmana da situação. Já em Saint Louis, o cenário foi desenvolvido por Mathieu Mariolle. Ele colabora com o historiador Julien Loiseau, professor de História do Islã na Universidade de Montpellier-3 e autor de várias obras sobre o século XV ou os mamelucos. Este cenário torna possível evocar rapidamente a juventude do personagem, mas especialmente evocar sua ascensão desde seu governo do Egito em nome de Nur al-Din até sua apoteose do ano de 1187, quando ele venceu os cruzados em Hattin e apreende Acre e especialmente a cidade sagrada de Jerusalém! Mas o cenário continua até a morte de Saladino, permitindo evocar os últimos anos mais difíceis, quando o líder sunita deve lidar com o retorno dos cruzados liderados em particular por Ricardo Coração de Leão. Por falta de fontes confiáveis ​​sobre o caráter, pensamento, interioridade do soberano, optou-se por tratar o assunto sob o prisma de uma história-batalha. O fato é que esse prisma permanece muito consistente na tentativa de identificar o fundador de um império guerreiro. Isso funciona ainda melhor porque na realidade o cenário não é apenas uma série de batalhas, mas procura explicar a complexidade política da situação com um Oriente Médio que está sendo dilacerado por cristãos “Franks” dos Estados Unidos. Igreja de Roma, cristãos ortodoxos bizantinos, califado sunita e califado xiita. Rompendo com a visão maniqueísta de uma guerra de religião "Cristãos / Muçulmanos", esta história em quadrinhos permite evocar as dificuldades internas ao Islã através da vontade de Saladino de erradicar o xiismo, de estabelecer a unidade religiosa. como política de um vasto grupo do Egito, Síria, Palestina e Alta Mesopotâmia: uma condição sine qua non para ter as forças necessárias para a jihad contra os Cruzados.


Além da participação no roteiro, o historiador Julien Loiseau também produziu um dossiê de oito páginas que encerra perfeitamente o gibi. Este arquivo evoca as dificuldades que surgem em termos de fontes para tratar tal personagem, mas também faz uma pequena síntese histórica do nosso conhecimento sobre Saladino. O conjunto, muito ilustrado, baseado em mapas e uma cronologia, torna o assunto fascinante e muito acessível ao neófito. Por fim, para os curiosos que desejam aprofundar a questão, algumas referências bibliográficas são recomendadas.

Em última análise, temos aqui um excelente fruto da banda desenhada da colaboração bem sucedida entre o mundo da banda desenhada e o da investigação histórica. Como de costume, esta coleção permite a todos combinar o prazer de uma história em quadrinhos épica e a contribuição intelectual do estudo rigoroso de um personagem histórico. Uma popularização de muito sucesso!


Pegue o gibi "Saladin".

Cenário: Mathieu Mariolle e Julien Loiseau
Desenhando: Roberto Meli
Arquivo: Julien Loiseau
Edições: Glénat


Vídeo: Salahuddin Episode 1 صلاح الدين (Agosto 2021).