Em formação

Samurai e Bushido


Os samurais, membros de uma poderosa casta militar no Japão feudal, começaram como guerreiros provincianos antes de subir ao poder no século 12 com o início da primeira ditadura militar do país, conhecida como xogunato. Como servos dos daimyos, ou grandes senhores, o samurai apoiou a autoridade do shogun e deu-lhe poder sobre o mikado (imperador). O samurai dominaria o governo e a sociedade japoneses até que a Restauração Meiji de 1868 levou à abolição do sistema feudal. Apesar de serem privados de seus privilégios tradicionais, muitos dos samurais ingressariam nas fileiras de elite da política e da indústria no Japão moderno. Mais importante, o código de honra, disciplina e moralidade tradicional do samurai conhecido como bushido - ou “o caminho do guerreiro” - foi revivido e tornou-se o código de conduta básico para grande parte da sociedade japonesa.

Samurai primitivo

Durante o período Heian (794-1185), os samurais eram os apoiadores armados de ricos proprietários de terras - muitos dos quais deixaram a corte imperial para buscar fortuna depois de serem excluídos do poder pelo poderoso clã Fujiwara. A palavra "samurai" se traduz aproximadamente como "aqueles que servem". (Outra palavra mais geral para um guerreiro é "bushi", da qual o bushido é derivado; esta palavra não tem a conotação de serviço a um mestre.)

A partir de meados do século 12, o poder político real no Japão mudou gradualmente do imperador e seus nobres em Kyoto para os chefes dos clãs em suas grandes propriedades no país. A Guerra Gempei (1180-1185) colocou dois desses grandes clãs - o dominante Taira e o Minamoto - um contra o outro em uma luta pelo controle do estado japonês. A guerra terminou quando um dos mais famosos heróis samurais da história japonesa, Minamoto Yoshitsune, levou seu clã à vitória contra os Taira perto da vila de Dan-no-ura.

Ascensão do período Samurai e Kamakura

O líder triunfante Minamoto Yoritomo - meio-irmão de Yoshitsune, a quem ele levou ao exílio - estabeleceu o centro do governo em Kamakura. O estabelecimento do Shogunato Kamakura, uma ditadura militar hereditária, transferiu todo o poder político real no Japão para o samurai. Como a autoridade de Yoritomo dependia de sua força, ele fez um grande esforço para estabelecer e definir o status privilegiado do samurai; ninguém poderia se chamar de samurai sem a permissão de Yoritomo.

O Zen Budismo, introduzido no Japão vindo da China nessa época, exerceu um grande apelo para muitos samurais. Seus rituais austeros e simples, bem como a crença de que a salvação viria de dentro, forneciam um pano de fundo filosófico ideal para o próprio código de comportamento do samurai. Também durante o período Kamakura, a espada passou a ter um grande significado na cultura samurai. Dizia-se que a honra de um homem residia em sua espada, e o artesanato de espadas - incluindo lâminas cuidadosamente marteladas, incrustações de ouro e prata e punhos de pele de tubarão - se tornou uma arte em si.

Japão no Caos: o Shogunato Ashikaga

A tensão de derrotar duas invasões mongóis no final do século 13 enfraqueceu o xogunato Kamakura, que caiu em uma rebelião liderada por Ashikaga Takauji. O Shogunato Ashikaga, centrado em Kyoto, começou por volta de 1336. Pelos próximos dois séculos, o Japão esteve em um estado quase constante de conflito entre seus clãs territoriais rivais. Depois da guerra Onin, particularmente divisiva, de 1467-77, os shoguns Ashikaga deixaram de ser eficazes e o Japão feudal não tinha uma autoridade central forte; senhores locais e seus samurais intervieram em maior medida para manter a lei e a ordem.

Apesar da agitação política, este período - conhecido como Muromachi em homenagem ao distrito com esse nome em Kyoto - viu uma expansão econômica considerável no Japão. Foi também uma época de ouro para a arte japonesa, pois a cultura samurai ficou sob a influência crescente do Zen Budismo. Além de formas de arte japonesas agora famosas como a cerimônia do chá, jardins de pedras e arranjos de flores, o teatro e a pintura também floresceram durante o período Muromachi.

Samurai sob o Shogunato Tokugawa

O Sengoku-Jidai, ou Período do País em Guerra, finalmente terminou em 1615 com a unificação do Japão sob Tokugawa Ieyasu. Este período marcou o início de um período de 250 anos de paz e prosperidade no Japão e, pela primeira vez, o samurai assumiu a responsabilidade de governar por meios civis em vez de pela força militar. Ieyasu emitiu as “ordenanças para as Casas Militares”, pelas quais os samurais eram instruídos a treinar igualmente nas armas e no aprendizado “educado” de acordo com os princípios do confucionismo. Essa fé relativamente conservadora, com sua ênfase na lealdade e no dever, eclipsou o budismo durante o período Tokugawa como a religião dominante do samurai. Foi durante este período que os princípios do bushido surgiram como um código geral de conduta para os japoneses em geral. Embora o bushido variasse sob as influências do pensamento budista e confucionista, seu espírito guerreiro permaneceu constante, incluindo uma ênfase em habilidades militares e destemor diante de um inimigo. Bushido também enfatizou a frugalidade, gentileza, honestidade e cuidado com os membros da família, especialmente com os mais velhos.

Em um Japão pacífico, muitos samurais foram forçados a se tornar burocratas ou assumir algum tipo de comércio, mesmo enquanto preservavam sua concepção de si mesmos como guerreiros. Em 1588, o direito de portar espadas era restrito apenas ao samurai, o que criou uma separação ainda maior entre eles e a classe camponesa. O samurai durante este período tornou-se o “homem das duas espadas”, usando uma espada curta e uma longa como marca de seu privilégio. O bem-estar material de muitos samurais, na verdade, diminuiu durante o Shogunato Tokugawa, entretanto. Os samurais tradicionalmente ganhavam a vida com uma remuneração fixa dos proprietários de terras; à medida que esses estipêndios diminuíam, muitos samurais de nível inferior ficavam frustrados por sua incapacidade de melhorar sua situação.

Restauração Meiji e o fim do feudalismo

Em meados do século 19, a estabilidade do regime de Tokugawa foi prejudicada por uma combinação de fatores, incluindo a agitação camponesa devido à fome e à pobreza. A incursão de potências ocidentais no Japão - e especialmente a chegada em 1853 do Comodoro Matthew C. Perry da Marinha dos Estados Unidos, em uma missão para fazer o Japão abrir suas portas ao comércio internacional - provou ser a gota d'água. Em 1858, o Japão assinou um tratado comercial com os Estados Unidos, seguido por outros semelhantes com a Rússia, Grã-Bretanha, França e Holanda. A polêmica decisão de abrir o país ao comércio e investimentos ocidentais ajudou a encorajar a resistência ao xogunato entre as forças conservadoras no Japão, incluindo muitos samurais, que começaram a clamar pela restauração do poder do imperador.

Os poderosos clãs de Choshu e Satsuma combinaram esforços para derrubar o xogunato Tokugawa e anunciar uma “restauração imperial” em homenagem ao imperador Meiji no início de 1868. O feudalismo foi oficialmente abolido em 1871; cinco anos depois, o uso de espadas foi proibido a qualquer pessoa, exceto membros das forças armadas nacionais, e todos os estipêndios de samurai foram convertidos em títulos do governo, muitas vezes com perdas financeiras significativas. O novo exército nacional japonês reprimiu várias rebeliões de samurais durante a década de 1870, enquanto alguns samurais descontentes juntaram-se a sociedades secretas ultranacionalistas, entre elas a notória Sociedade do Dragão Negro, cujo objetivo era incitar problemas na China para que o exército japonês tivesse uma desculpa para invadir e preservar a ordem.

Ironicamente, devido à perda de seu status privilegiado, a Restauração Meiji foi, na verdade, projetada por membros da própria classe samurai. Três dos líderes mais influentes do novo Japão - Inoue Kaoru, Ito Hirobumi e Yamagata Aritomo - estudaram com o famoso samurai Yoshida Shouin, que foi executado após uma tentativa fracassada de matar um oficial de Tokugawa em 1859. Foi o ex-samurai quem colocou Japão no caminho para o que se tornaria, e muitos se tornariam líderes em todas as áreas da sociedade japonesa moderna.

Bushido no Japão moderno

No rastro da Restauração Meiji, o Shinto se tornou a religião oficial do Japão (ao contrário do Confucionismo, Budismo e Cristianismo, era totalmente japonês) e o bushido foi adotado como seu código moral dominante. Em 1912, o Japão havia conseguido aumentar seu poderio militar - ele assinou uma aliança com a Grã-Bretanha em 1902 e derrotou os russos na Manchúria dois anos depois - assim como sua economia. Ao final da Primeira Guerra Mundial, o país foi reconhecido como uma das "Cinco Grandes" potências ao lado da Grã-Bretanha, Estados Unidos, França e Itália na conferência de paz de Versalhes.

A década de 1920 liberal e cosmopolita deu lugar a um renascimento das tradições militares do Japão na década de 1930, levando diretamente à agressão imperial e à entrada do Japão na Segunda Guerra Mundial. Durante esse conflito, os soldados japoneses trouxeram espadas de samurai antigas para a batalha e fizeram ataques "banzai" suicidas de acordo com o princípio bushido de morte antes da desonra ou derrota. No final da guerra, o Japão novamente se valeu de seu forte senso de honra, disciplina e devoção a uma causa comum - não os daimyos ou xoguns do passado, mas o imperador e o país - a fim de se reconstruir e ressurgir como um dos maiores potências econômicas e industriais no final do século XX.

GALERIAS DE FOTOS













A História do Samurai

Samurais eram uma classe de guerreiros altamente qualificados que surgiram no Japão após as reformas Taika de 646 d.C., que incluíram a redistribuição de terras e novos impostos pesados ​​destinados a sustentar um elaborado império de estilo chinês. As reformas forçaram muitos pequenos agricultores a vender suas terras e trabalhar como arrendatários. Com o tempo, alguns grandes proprietários de terras acumularam poder e riqueza, criando um sistema feudal semelhante ao da Europa medieval. Para defender suas riquezas, os senhores feudais japoneses contrataram os primeiros guerreiros samurais, ou "bushi".


Provérbios de Samurai por Miyamoto Musashi

Muitos provérbios de samurai o convidam a aguçar seus sentidos e tirar o máximo deles. Este aqui diz, “Observação e percepção são duas coisas distintas, o olho que observa é mais forte, o olho que percebe é mais fraco.”Foi escrito por Miyamoto Musashi e contrasta o valor de olhar com o valor de ver.

Este ditado enfatiza um dos pontos focais do pensamento oriental - não se concentre em você mesmo. Outro ditado é, “Pense levemente em você e profundamente no mundo.”Em outras palavras, não perca muito tempo pensando em você mesmo. Em vez disso, use essa energia para pensar sobre a realidade em que você vive.

O combate também é um tema comum nos ditos dos samurais. Este afirma, "Hoje é a vitória de ontem sobre você, amanhã é a sua vitória sobre homens inferiores."Isso significa que cada vez que você derrota alguma fraqueza ou falha em si mesmo, está preparado para derrotar outras pessoas que tenham esses mesmos defeitos.


V5zxev

História do Bushido / História do Samurai e Código do Bushido no que se refere ao seu. : A maioria dos historiadores sérios que li e os entusiastas da história que conheci me dizem que é na maior parte ou inteiramente um mito.. Um jogo de miniaturas de mesa de conflito tático pelos estúdios gct. Bushido é uma visão do século XX de como o samurai deveria ter se comportado durante o período feudal. Na verdade, acho que os chineses também podem fazer isso, mas não tenho certeza sobre isso. Informações e artigo da história do bushido. Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria.

Kempo é uma antiga arte chinesa de autodefesa que remonta à Índia há cinco mil anos. Na verdade, acho que os chineses também podem fazer isso, mas não tenho certeza sobre isso. Bushidō (武士道, o caminho do guerreiro) é um código moral relativo às atitudes, comportamento e estilo de vida do samurai. Homem Bushido, um ensinamento voltado principalmente para o sexo masculino, as virtudes que ele valorizava na mulher costumavam estar distantes da cabeça e distintamente. É vagamente análogo ao conceito europeu de cavalaria.

Bushido, The Samurai Code de www.thoughtco.com Nacionalistas e militaristas olharam para o passado em busca de inspiração. Homem Bushido, um ensinamento voltado principalmente para o sexo masculino, as virtudes que ele valorizava na mulher costumavam estar distantes da cabeça e distintamente. Sinta-se à vontade para enviar artigos interessantes, contar que os jogos saíram do Japão, jogando no caminho do samurai ou bushido, e tiveram muito bons. Vários tipos de bushido existiram ao longo da história. Buscamos precisão e justiça. Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria. Também é conhecido como o código do samurai e também foi influenciado pelos ensinamentos do budismo zen. / r / history é um lugar para discussões sobre história.

Bushido, o código de conduta do samurai do Japão pré-moderno.

Informações e artigo da história do bushido. Esta palestra de uma hora volta à história da cultura bushido no clã aizu e o papel deste clã nos eventos que levaram à revolução meiji. Bushido, o código de conduta do samurai do Japão pré-moderno. Kempo é uma antiga arte chinesa de autodefesa que remonta à Índia há cinco mil anos. É apresentado como um código de comportamento amplamente aceito pelo qual as pessoas da classe social & # 039samurai & # 039 eram. / r / history é um lugar para discussões sobre história. Bushidō (武士道, o caminho do guerreiro) é um código moral relativo às atitudes, comportamento e estilo de vida do samurai. É também conhecido como o código do samurai e também foi influenciado pelos ensinamentos do budismo zen. Já no século VIII, os militares escreviam livros sobre o uso e o aperfeiçoamento da espada. A maioria dos historiadores sérios que li, e os entusiastas da história que conheci me dizem que é na maior parte ou inteiramente um mito. Evidências da forma inicial do kempo na Índia podem ser vistas pelos sobreviventes. Buscamos precisão e justiça. O código de conduta bushido, intimamente ligado à cultura samurai, desempenhou um papel importante na expansão da arte asiática e dos valores japoneses.

Perspectiva de uma historiadora medieval sobre o exército imperial e o skoss japonês, diane bushido. novo dicionário da história das idéias. O código de conduta bushido, intimamente ligado à cultura samurai, desempenhou um papel importante na expansão da arte asiática e dos valores japoneses. A cultura popular nos diz que o bushido era o & # 039 caminho do guerreiro & # 039 para o samurai japonês. Bushidō (武士道, o caminho do guerreiro) é um código moral referente às atitudes, comportamento e estilo de vida do samurai. É vagamente análogo ao conceito europeu de cavalaria.

Bushido & # 8212 AnimEigo de static1.squarespace.com Bushido, o código de conduta do samurai do Japão pré-moderno. Mergulhando em mitos antigos sobre os japoneses e o imperador em particular serem descendentes diretos da deusa do sol. Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria. É vagamente análogo ao conceito europeu de cavalaria. Já no século VIII, os militares escreviam livros sobre o uso e o aperfeiçoamento da espada. Kempo é uma antiga arte chinesa de autodefesa que remonta à Índia há cinco mil anos. Postagens sobre bushido escritas por dirkdeklein. O bushido se origina do código moral do samurai que enfatiza a frugalidade, a lealdade, o domínio das artes marciais e a honra até a morte.

Bushido é uma visão do século XX de como o samurai deveria ter se comportado durante o período feudal.

A cultura popular nos diz que o bushido era o & # 039 caminho do guerreiro & # 039 para o samurai japonês. Mas se você vir algo que não parece certo, clique. Tanto nacionalistas quanto militaristas buscaram inspiração no passado. Evidências da forma inicial do kempo na Índia podem ser vistas pelos sobreviventes. O código de conduta bushido, intimamente ligado à cultura samurai, desempenhou um papel importante na expansão da arte asiática e dos valores japoneses. Como surgiu esse sistema bastante extraordinário? Esta palestra de uma hora volta à história da cultura bushido no clã aizu e o papel deste clã nos eventos que levaram à revolução meiji. O código variou devido a influências como zen budismo, shintoísmo, confucionismo, bem como mudanças na sociedade e no campo de batalha. Kempo é uma antiga arte chinesa de autodefesa que remonta à Índia há cinco mil anos. Vários tipos de bushido existiram ao longo da história. O código de conduta do samurai, ou bushi (guerreiro), classe do Japão pré-moderno. Bushidō (武士道, o caminho do guerreiro) é um código moral relativo às atitudes, comportamento e estilo de vida do samurai. O bushido se origina do código moral do samurai que enfatiza a frugalidade, lealdade, domínio das artes marciais e honra até a morte.

Informações e artigo da história do bushido. O código de conduta do samurai, ou bushi (guerreiro), classe do Japão pré-moderno. Na verdade, acho que os chineses também podem fazer isso, mas não tenho certeza sobre isso. Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria. O código de conduta bushido, intimamente ligado à cultura samurai, desempenhou um papel importante na expansão da arte asiática e dos valores japoneses.

samurai-armor - Samurai and Bushido Pictures - Samurai e. de cdn.history.com Bushido, o código de conduta do samurai do Japão pré-moderno. A perspectiva de uma historiadora medieval sobre o exército imperial e o skoss japonês, diane bushido. novo dicionário da história das idéias. Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria. O código de conduta bushido, intimamente ligado à cultura samurai, desempenhou um papel importante na expansão da arte asiática e dos valores japoneses. A maioria dos historiadores sérios que li, e os entusiastas da história que conheci me dizem que é na maior parte ou inteiramente um mito. O código de conduta do samurai, ou bushi (guerreiro), classe do Japão pré-moderno. Bushidō (武士道), literalmente o caminho do guerreiro, é uma palavra japonesa para o modo de vida do samurai, vagamente análogo ao conceito de cavalaria. / r / history é um lugar para discussões sobre história.

Bushidō (武士道, o caminho do guerreiro) é um código moral relativo às atitudes, comportamento e estilo de vida do samurai.

O bushido se origina do código moral do samurai que enfatiza a frugalidade, a lealdade, o domínio das artes marciais e a honra até a morte. Esta palestra de uma hora volta à história da cultura bushido no clã aizu e o papel deste clã nos eventos que levaram à revolução meiji. A maioria dos historiadores sérios que li, e os entusiastas da história que conheci me dizem que é na maior parte ou inteiramente um mito. Bushido é uma visão do século XX de como o samurai deveria ter se comportado durante o período feudal. O código variou devido a influências como zen budismo, shintoísmo, confucionismo, bem como mudanças na sociedade e no campo de batalha. A cultura popular nos diz que o bushido era o & # 039 caminho do guerreiro & # 039 para o samurai japonês Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria. Vários tipos de bushido existiram ao longo da história. É também conhecido como o código do samurai e também foi influenciado pelos ensinamentos do budismo zen. O código de conduta do samurai, ou bushi (guerreiro), classe do Japão pré-moderno. É apresentado como um código de comportamento amplamente aceito pelo qual as pessoas da classe social & # 039samurai & # 039 eram. Homem Bushido, um ensinamento voltado principalmente para o sexo masculino, as virtudes que ele valorizava na mulher costumavam estar distantes da cabeça e distintamente. Um jogo de miniaturas de mesa de conflito tático por estúdios gct.

É apresentado como um código de comportamento amplamente aceito pelo qual as pessoas da classe social & # 039samurai & # 039 eram. É vagamente análogo ao conceito europeu de cavalaria. Como surgiu esse sistema bastante extraordinário? Vários tipos de bushido existiram ao longo da história. Bushidō (武士道), literalmente o caminho do guerreiro, é uma palavra japonesa para o modo de vida do samurai, vagamente análogo ao conceito de cavalaria.

O código de conduta do samurai, ou bushi (guerreiro), classe do Japão pré-moderno. O bushido se origina do código moral do samurai que enfatiza a frugalidade, a lealdade, o domínio das artes marciais e a honra até a morte. Esta palestra de uma hora volta à história da cultura bushido no clã aizu e o papel deste clã nos eventos que levaram à revolução meiji. Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria. Já no século VIII, os militares escreviam livros sobre o uso e o aperfeiçoamento da espada.

O código variou devido a influências como zen budismo, shintoísmo, confucionismo, bem como mudanças na sociedade e no campo de batalha. Bushido é uma visão do século XX de como o samurai deveria ter se comportado durante o período feudal. Buscamos precisão e justiça. Como surgiu esse sistema bastante extraordinário? Bushido, o código de conduta do samurai do Japão pré-moderno.

Perspectiva de uma historiadora medieval sobre o exército imperial e o skoss japonês, diane bushido. novo dicionário da história das idéias. O código variou devido a influências como zen budismo, shintoísmo, confucionismo, bem como mudanças na sociedade e no campo de batalha. É apresentado como um código de comportamento amplamente aceito pelo qual as pessoas da classe social & # 039samurai & # 039 eram. Buscamos precisão e justiça. Sinta-se à vontade para enviar artigos interessantes, contar que os jogos saíram do Japão, jogando no caminho do samurai ou bushido, e tiveram muito bons.

O código de conduta do samurai, ou bushi (guerreiro), classe do Japão pré-moderno. Tanto nacionalistas quanto militaristas buscaram inspiração no passado. Perspectiva de uma historiadora medieval sobre o exército imperial e o skoss japonês, diane bushido. novo dicionário da história das idéias. Sinta-se à vontade para enviar artigos interessantes, contar que os jogos saíram do Japão, jogando no caminho do samurai ou bushido, e tiveram muito bons. A cultura popular nos diz que o bushido era o & # 039 caminho do guerreiro & # 039 para o samurai japonês

Como surgiu esse sistema bastante extraordinário? Perspectiva de uma historiadora medieval sobre o exército imperial e o skoss japonês, diane bushido. novo dicionário da história das idéias. É apresentado como um código de comportamento amplamente aceito pelo qual as pessoas da classe social & # 039samurai & # 039 eram. O código de conduta bushido, intimamente ligado à cultura samurai, desempenhou um papel importante na expansão da arte asiática e dos valores japoneses. Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria.

Buscamos precisão e justiça. Esta palestra de uma hora volta à história da cultura bushido no clã aizu e o papel deste clã nos eventos que levaram à revolução meiji. Mergulhando em mitos antigos sobre os japoneses e o imperador em particular serem descendentes diretos da deusa do sol. É também conhecido como o código do samurai e também foi influenciado pelos ensinamentos do budismo zen. A maioria dos historiadores sérios que li, e os entusiastas da história que conheci me dizem que é na maior parte ou inteiramente um mito.

A maioria dos historiadores sérios que li, e os entusiastas da história que conheci me dizem que é na maior parte ou inteiramente um mito. Homem Bushido, um ensinamento voltado principalmente para o sexo masculino, as virtudes que ele valorizava na mulher costumavam estar distantes da cabeça e distintamente. Já no século VIII, os militares escreviam livros sobre o uso e o aperfeiçoamento da espada. Esta palestra de uma hora volta à história da cultura bushido no clã aizu e o papel deste clã nos eventos que levaram à revolução meiji. Mergulhando em mitos antigos sobre os japoneses e o imperador em particular serem descendentes diretos da deusa do sol.

Como surgiu esse sistema bastante extraordinário? Bushido é uma visão do século XX de como o samurai deveria ter se comportado durante o período feudal. Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria. O bushido se origina do código moral do samurai que enfatiza a frugalidade, a lealdade, o domínio das artes marciais e a honra até a morte. Postagens sobre bushido escritas por dirkdeklein.

Fonte: i5.walmartimages.com

Tanto nacionalistas quanto militaristas buscaram inspiração no passado.

Bushido, o código de conduta do samurai do Japão pré-moderno.

Buscamos precisão e justiça.

Postagens sobre bushido escritas por dirkdeklein.

Fonte: ecx.images-amazon.com

Bushidō (武士道), literalmente o caminho do guerreiro, é uma palavra japonesa para o modo de vida do samurai, vagamente análogo ao conceito de cavalaria.

Bushido, o código de conduta do samurai do Japão pré-moderno.

Tanto nacionalistas quanto militaristas buscaram inspiração no passado.

Postagens sobre bushido escritas por dirkdeklein.

Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria.

O código variou devido a influências como zen budismo, shintoísmo, confucionismo, bem como mudanças na sociedade e no campo de batalha.

/ r / history é um lugar para discussões sobre história.

Fonte: upload.wikimedia.org

O código de conduta do samurai, ou bushi (guerreiro), classe do Japão pré-moderno.

Perspectiva de uma historiadora medieval sobre o exército imperial e o skoss japonês, diane bushido. novo dicionário da história das idéias.

Homem Bushido, um ensinamento voltado principalmente para o sexo masculino, as virtudes que ele valorizava na mulher costumavam estar distantes da cabeça e distintamente.

Sinta-se à vontade para enviar artigos interessantes, contar que os jogos saíram do Japão, jogando no caminho do samurai ou bushido, e tiveram muito bons.

Fonte: imgc.allpostersimages.com

A cultura popular nos diz que o bushido era o & # 039 caminho do guerreiro & # 039 para o samurai japonês

Fonte: upload.wikimedia.org

Bushido (武士道 bushidō), que significa caminho do guerreiro, é um código de conduta e um modo de vida japonês, associado ao samurai, e vagamente análogo ao conceito ocidental de cavalaria.

Fonte: upload.wikimedia.org

Kempo é uma antiga arte chinesa de autodefesa que remonta à Índia há cinco mil anos.

Fonte: covers2.booksamillion.com

Já no século VIII, os militares escreviam livros sobre o uso e o aperfeiçoamento da espada.

O bushido se origina do código moral do samurai que enfatiza a frugalidade, lealdade, domínio das artes marciais e honra até a morte.

Já no século VIII, os militares escreviam livros sobre o uso e o aperfeiçoamento da espada.

O bushido se origina do código moral do samurai que enfatiza a frugalidade, lealdade, domínio das artes marciais e honra até a morte.

Um jogo de miniaturas de mesa de conflito tático pelos estúdios gct.

O código de conduta do samurai, ou bushi (guerreiro), classe do Japão pré-moderno.


Bushidō e o Samurai

1. Como nossa percepção de bushidō moldar nossa percepção do Japão hoje?

2. O que o estudo de bushidō conte-nos sobre memória e história?

3. Qual era a sua imagem de samurai antes de ler este artigo? Depois de?

4. Você consegue pensar em uma ideia comparável de outro país?

Sexta-feira, Karl. “Bushidō ou Bull? A perspectiva de um historiador medieval sobre o exército imperial e a perspectiva do guerreiro japonês. ” O professor de história 27, No. 3 (maio, 1994), 339-349.

Hurst, G. Cameron. “Morte, honra e lealdade: o Bushidō Ideal." Filosofia Oriente e Ocidente 40, No. 4, Understanding Japanese Values ​​(outubro de 1990), pp. 511-527

Nitobe Inazō. Bushidō: Ta alma do japão. Rutland, Vermont: Charles E. Tuttle Company. 1969.

Satō Hiroaki. Lendas do Samurai. Woodstock, N.Y .: Overlook Press. 1995

Yamamoto Tsunetomo, Hagakure: O Livro do Samurai. Tóquio: Kodansha. 2000.


O Código do Samurai é direto ao ponto sobre as diretrizes do Bushido. O livro existe há mais de 400 anos. Devido à dificuldade de traduzir do japonês para o inglês, o Code Of The Samurai demorou a chegar ao Ocidente.

Não é baseado em um homem.

Code Of The Samurai é direto ao ponto:

  1. Como um samurai deve viver?
  2. O que é Bushido?
  3. Quais são minhas diretrizes e constituição para a existência?
  4. Honra.

Se você quer um livro direto ao ponto, aqui está.


Espírito Bushido genuíno

Retrato de Nogi Maresuke (乃 木 希 典, 1849 - 1912) (Wikipedia)

Quando falamos do Bushido, temos que mencionar o Conde Nogi Maresuke, que era um general do Exército Imperial Japonês e governador de Taiwan.

“Reunião de Stoessel e General Nogi sobre a rendição de Port Arthur” (https://ocw.mit.edu)

Há uma foto que mostra o general Nogi sentado no centro ao lado do general russo Anatoly Stessel depois que as forças russas se renderam em Port Arthur em 2 de janeiro de 1905. Observe que o general russo Stessel usava uma espada.

O general Nogi ordenou a seus homens que não tratassem Stessel como o derrotado. Além disso, ele proibiu os jornalistas de tirar fotos no início.

O general Nogi permitiu que Stessel usasse a espada, o que é uma vida de soldado. Esta ação honrosa foi elogiada por vários países como & # 8220Bushido no seu melhor & # 8221.


Samurai

O samurai (ou bushi) eram os guerreiros do Japão pré-moderno. Posteriormente, eles formaram a classe militar dominante que eventualmente se tornou a casta social de mais alto escalão do período Edo (1603-1867). Samurai empregou uma variedade de armas, como arcos e flechas, lanças e revólveres, mas sua principal arma e símbolo era a espada.

Os samurais deveriam levar suas vidas de acordo com o código de ética do bushido ("o caminho do guerreiro"). De natureza fortemente confucionista, o bushido enfatizou conceitos como lealdade ao mestre, autodisciplina e comportamento ético e respeitoso. Muitos samurais também foram atraídos pelos ensinamentos e práticas do Zen Budismo.

Experiências Samurai
Samurai de Kyoto e Museu Ninja com experiência
Museu interativo da história do samurai com experiências. Armaduras de samurai, exibições de katana, julgamento de fantasias de samurai, aulas de samurai, corte de espadas e visitas guiadas. Horário de atendimento: 10:30

História

Os samurais traçam suas origens nas campanhas do Período Heian para subjugar o povo Emishi nativo na região de Tohoku. Na mesma época, os guerreiros eram cada vez mais contratados por ricos proprietários de terras que haviam se tornado independentes do governo central e construído exércitos para sua própria proteção.

The two most powerful of these landowning clans, the Minamoto and Taira, eventually challenged the central government and battled each other for supremacy over the entire country. Minamoto Yoritomo emerged victorious and set up a new military government in 1192, led by the shogun or supreme military commander. The samurai would rule over Japan for most of the next 700 years.

During the chaotic era of warring states in the 15th and 16th centuries, Japan splintered into dozens of independent states constantly at war with one another. Consequently, warriors were in high demand. It was also the era when ninja, warriors specialized in unconventional warfare, were most active. Many of the famous samurai movies by Kurosawa are set during this time.

The country was eventually reunited in the late 1500s, and a rigid social caste system was established during the Edo Period that placed the samurai at the top, followed by the farmers, artisans and merchants respectively. During this time, the samurai were forced to live in castle towns, were the only ones allowed to own and carry swords and were paid in rice by their daimyo or feudal lords. Masterless samurai were called ronin and caused minor troubles during the 1600s.

Relative peace prevailed during the roughly 250 years of the Edo Period. As a result, the importance of martial skills declined, and many samurai became bureaucrats, teachers or artists. Japan's feudal era eventually came to an end in 1868, and the samurai class was abolished a few years afterwards.

How to appreciate the samurai today

Samurai related attractions can be found across Japan in form of castles, historic residences, museums, historically themed amusement parks and dress up tours. The following are some of the many ways tourists can learn about and experience samurai culture and lifestyle today:

Castles

Castles developed over the centuries from small defensive forts built high up on mountains into massive complexes at the heart of cities, where they served as the status symbol, administrative center and residence of the local lord. The lord's samurai vassals resided in the town surrounding the castle: the higher their rank, the closer they were allowed to reside to the castle.

Over a hundred castles exist in Japan today, including twelve original castles (that survived the post-feudal years intact) and many modern reconstructions. Most of the castles contain exhibits or entire museums that display samurai artifacts and lifestyle. See our castle page for more information.

Samurai Districts and Mansions

In order to separate the social castes, samurai were forced to reside in designated districts of the castle towns during the Edo Period. Today, a few of these samurai districts remain preserved with their historic atmosphere of narrow lanes, earthen walls, entrance gates and residences, and allow tourists to get a glimpse into the samurai lifestyle. In other cases, single samurai mansions have been preserved and opened to the public. Below is a list of some of the better of these districts and residences:


1.What are Samurai?

Samurai, also known as Bushi, are Japanese aristocratic warriors. They first appeared in Japanese history around the 10th century, and held significant power as the highest social caste until the end of the Edo period in 1868.

During the Heian Period (794-1185), Imperial nobles and wealthy landowners started to hire samurai as their armed supporters for the purpose of their own protection. After the Kamakura Shogunate, the first feudal military government in Japan was established by Minamotono Yoritomo in 1192, samurai started to be treated as a loyal retainer who officially served Shogun, the military commander of the Shogunate.

During the Sengoku Period (1467-1590), Japan entered a chaotic period which is often characterized by a series of civil wars and provincial battles among powerful samurai warriors. They are called Daimyo (also known as feudal lords), and fought one another to secure their territory with an ambition to unite the entire country. It was eventually accomplished by Toyotomi Hideyoshi, a famous samurai warrior in 1590.

After the establishment of the Tokugawa Shogunate in 1603, Samurai were ranked at the top of the new social caste system. This hierarchy consists of four distinctive social classes including samurai, farmers, artisans, and merchants. Samurai were exclusively allowed to own their swords and family name, and served feudal lords who ruled independent domains called Han (藩), which is similar to prefectures today.

In 1868, the Tokugawa Shogunate was finally overthrown and Japan entered the new period known as the Meiji period. While a series of new policies were implemented by the new government which encouraged westernization in the whole country, the previous social caste system was officially abolished and samurai lost their privileges.


History of Samurai and the Virtues of Bushido

The origins of this fierce warrior class, the samurai, are to be found at the very beginning of Japanese history. These mounted warriors galloped into history during the reign of emperor Tenmu, whose army of peasants, armed with crossbows, was failing to subdue the mobile cavalry of the unruly tribes of the north. Tribes which may have included Ainu, the indigenous peoples of Japan. And so, emperor Tenmu made a fateful decision. He dissolved his ineffective national army. Instead, he ordered local chieftains to create bands of elite mounted warriors to enforce his authority in rural areas and to challenge the northern tribes. These were the first samurai.

The word samurai means to serve, and this is how they began, as warriors serving the emperor. While the imperial court prayed to the gods for their success, the mounted warriors rode out to hunt down the proud barbarians of the north once and for all. But the tribesman were crafty fighters, adept at ambush. The warriors often had to forsake their bows and fight with their straight swords, swords which in the heat of battle when chopping downward from horseback, snapped in two. The samurai needed better swords. According to legend, a swordsmith named Amakuni rose to the challenge.

Kamikaze - Divine wind during the Mongol invasion of Japan

The samurai learned a great deal from their battles with the Mongols. On the beaches, the blade, not the spur, had saved the day. And so the stress on mounted archery lessened, and over the next century the samurai became a swordsman who fought on foot. Because the deep curve of the long tachi sword made it difficult to draw, it was replaced by the shorter infantry katana which was worn edge upright so the samurai could draw and slash in a single stroke.

The battles with the Mongols taught the samurai something else. The tempered edges of their supposedly perfect swords often chipped. Correcting this defect was the triumph of one of the greatest swordsmiths who ever lived, Masamune. With his new forging techniques, he achieved a perfect balance between hardness of the blade and flexibility. Masamune heated his blades over the critical temperature of 750 degrees celsius. Next he welded three pieces of steel of different carbon content together into a single blade. The samurai sword had at last been perfected. Japanese swordsmiths all began to copy Masamune’s methods. The swords he made were legendary for the sharpness of their cutting edge. So sharp were these swords that they apparently made the bearer go mad with bloodlust, almost as if the very effectiveness of the blade forced it to be used to kill. Armed with these perfect swords, the samurai could almost magically cut through their enemy in a single fluid stroke.

The culmination of a samurai’s rigorous training became the ability without conscious thought to execute this perfect attacking stroke. This stroke could only be perfectly executed if it were done with an empty mind. The no mind of Zen Buddhism. Practicing this stroke became a kind of meditation, a way to develop discipline and character. Some say you can see a pale residual image of this perfect no mind stroke at Japanese driving ranges. In the swings of countless golfers who spend endless hours trying to perfect their stroke, even though they rarely if ever play on the golf course.

One samurai in particular was held up as the ultimate example of the virtue of loyalty to one’s master, Kusunoki Masashige. So total was his loyalty that the emperor was able to return from exile, defeat the shogun in Kamakura, and reassume power. But this legendary samurai loyalty usually had it’s limits. The temptation of power was too strong. In the century after the Mongol invasion, proud samurai warlords, many with imperial blood in their veins, aspired to be shogun. The prize was there for the taking for any warlord who could seize and hold it.

This led to the age of the country at war, the inevitable result of the previous 1,000 years of Japanese feudalism. A war of all against all engulfed Japan. The name of the samurai became synonymous with the most flagrant examples of brutality. New and more formidable castles were raised. Treachery and cowardice were widespread and there was a great reliance on espionage. Samurai, with their code of honor, could not be expected to undertake these covert tasks. To fill this niche, there flourished in the small mountain village of Iga, a group of secret warriors. The powers of the ninja have been shrouded in a mystique of incredible proportions. For protection against these covert mercenaries, many samurai castles and houses built nightingale floors, specially constructed to loudly squeak when trod upon, a security system designed to defend against the ninja.

With a decline in the warrior ethic came a decline in sword quality. Mass-production resulted in many inferior blades. It was during this period of intense warfare that a new weapon arrived on the battlefield, a weapon that would end forever the dominance of the classical warrior. In 1542, a ship arrived on the shores of Japan. On board were three Portuguese who became the first westerners to land on Japanese soil. They were strange and exotic but what really caught the attention of the Japanese were the guns that they carried. The samurai understood immediately that guns threatened their very existence. Their ancestors always had known who they killed and who defeated them. With guns, how could they prove their valor to their lord? How could he reward courage? Even lowly merchants and peasants could fight with these cowardly weapons.

Faced with the threat of western domination, the Japanese knew that they had to discard the old ways and adopt the new as quickly as possible. The samurai were ordered to cut off their top knots, their swords were confiscated, and their traditions and privileges were revoked. But the samurai had ruled Japan for more than a millennium. Bushido would be far from forgotten. After the samurai had disappeared, Japan’s new leaders designed their education system and social codes to preserve the values on which their warrior ancestors had prided themselves. They turned Masashige’s loyalty to the emperor into an ideal.

Today the brighter and nobler aspects of Bushido, the virtues of loyalty, honor, and perseverance live on. Part of the legacy of Bushido is the universal politeness and mutual respect so characteristic of Japanese society. Time and again the Japanese have turned to their samurai past in defining their national identity. In schools, sports clubs, and in the work place, group identities continue to hold sway, reflecting the loyalty of the samurai to his clan. Many modern Japanese are taught that the three great unifying generals together possess the ideal qualities of today’s business warrior. Nobunaga’s innovation, Hideyoshi’s diplomacy, and Tokugawa’s patience. These are all qualities which are embodied in an artifact that represents the feudal age of Japan.

The value of a sword is far greater than it’s material worth. It is a repository of history, it’s owner a temporary guardian of the spirits of past owners. He is thus obligated to cherish, respect, and maintain it for future generations, so that it can pass on to them the spirit it embodies. Just as the sword is the soul of the samurai, Bushido is still in many ways the soul of Japan.


Resumo:

Samurai of the Satsuma clan, during the Boshin War period, circa 1867. Hand-colored Photograph by Felice Beato

Heian period (794. – 1185.)

Until this period samurai’s were not such an important part and had little influence. They were usually hired by landlords for protection. At the end of the period, two most powerful clans, Taira and Minamoto fought each other in order to take over the country.

Kamakura period (1192. – 1333.)

In 1192. a new military government was established by Minamoto clan after they defeated Taira. Minamoto Yoritomo became a shogun and ruled Japan.

Muromachi Period (1333. – 1573.)

During this period there were many clans fighting, and the demand for samurai was at its highest. Some samurai were working also on rice fields and farms.

Azuchi-Momoyama Period (1573. – 1603.)

After the clans united, a social caste system was introduced and later completed by Tokugawa Ieyasu, which required samurai to decide whether they want to work on farms, or be warriors working in towns. Only samurai were allowed to wear swords.

Edo Period (1603. – 1868.)

Samurai had the most influence in Edo period. They lived in towns and received payment in form of rice. After the defeat of Tokugawa’s last enemy in 1615. relative peace prevailed for almost 250 years, thus samurai’s services were less and less in demand. Most of them became poets, politicians or artists.

In 1852 a fleet of U.S. ships arrived with an ultimatum: either Japan will be forced to open their borders for trade, or else. Considering the power of the fleet and what little Japan had to their disposal at that time, the choice was an easy one. With the opening of the country’s borders and following the massive western influence Japan had modernized in many ways: by building a naval fleet, an army, and sending its citizens to study abroad and more.

Meiji Restoration

In 1873 under the Emperor Meiji the right to wear weapons was given to the newly founded modern army, a privilege that only the samurai had up until then. In late 19th century the samurai class was completely abolished. Their last noted appearance is during the Satsuma Rebellion, which was the last and the most serious armed uprising against the new government. The Last Samurai movie was inspired by the Satsuma Rebellion.


Assista o vídeo: Samoerai - Bushido (Dezembro 2021).